Artigos | Centro Universitário Farias Brito 

Artigos

09/02/2023

UM NOVO ENEM

Professor Tales M. de Sá Cavalcante.

O Povo. 09/02/2023 (quinta-feira).

tales@fariasbrito.com.br

Em 1998, uma tríplice equipe ministerial de elevada capacidade gestora inovou a Educação brasileira ao usar seus conhecimentos e sua criatividade.

Paulo Renato Souza, Maria Inês Fini e Maria Helena G. Castro compunham a tríade que, na era Fernando Henrique, implementou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A exemplo do Baccalauréat (Bac), na França, idealizado por Napoleão Bonaparte I, do SAT (Scholastic Assessment Test) e do ACT (American College Testing), nos EUA, o objetivo não era transformar o Enem em vestibular nacional, senão, após a Educação Básica, avaliar o aluno em 5 competências: domínio das linguagens, compreensão de fenômenos, enfrentamento de situações-problema, construção de argumentação sólida e elaboração de propostas coerentes.

As universidades federais faziam os processos seletivos de alto nível, com adequado número de questões por prova e raras fraudes. A logística era fácil, eficaz, a baixo custo.

Sabe-se que o bom gestor delega poderes, mas, em 2009, o Enem, ao contrário, tornou-se um vestibular nacional gerenciado de Brasília, num país com dimensões continentais e leniente legislação.

Por que tal modelo, se as Instituições de Ensino Superior (IES) da União já possuíam comissões de vestibular de alto desempenho e poderiam realizar exames superavitários com abordagem de aspectos regionais como dantes?

O Enem poderia constituir a 1ª fase das IES da União. O MEC usaria a avaliação para análises e pesquisas e entregaria as provas prontas às universidades federalistas, que as corrigiriam.

As IES federais dos respectivos estados responsabilizar-se-iam por redações e pela 2ª etapa, esta com questões discursivas, conforme as áreas do conhecimento e os itinerários formativos.

Teríamos uma avaliação melhor, com diminuição de custos, quesitos abertos em provas específicas do âmbito de interesse do candidato e menor probabilidade de fraudes.

Um novo governo é uma oportunidade para uma nova Educação, um novo MEC, um novo Enem. Para tanto, seria interessante que as autoridades considerassem as opiniões dos que estão próximos da sala de aula.

 

Veja mais

12/01/2023
( Professor Tales M. de Sá Cavalcante. )
15/12/2022
( Professor Tales M. de Sá Cavalcante. )
17/11/2022
( Professor Tales M. de Sá Cavalcante. )
20/10/2022
( Professor Tales M. de Sá Cavalcante. )
30/06/2022
( Professor Tales M. de Sá Cavalcante. )