Mercado de Trabalho

A escassez de engenheiros civis é um fenômeno que ocorre no Brasil e no Exterior, tornando-os uns dos mais valorizados atualmente no campo da engenharia. O engenheiro civil pode atuar de forma independente, como profissional liberal, em empresa de engenharia própria ou alheia, na indústria, no serviço público e em instituições de ensino e pesquisa.

A Engenharia Civil é uma das profissões mais importantes que existe porque não tem como imaginar uma cidade sem estes profissionais. O campo de trabalho do Engenheiro Civil é muito grande porque este profissional pode trabalhar em escritórios de construção civil, instituições, serviço público, construtoras e indústrias.

Por ser um profissional mais generalista, o engenheiro civil tem um campo de atuação profissional bem amplo. Devido à grande diversidade de atividades que executa, pode satisfazer diversos perfis. O engenheiro civil pode desenvolver seu trabalho em escritórios ou em campo, executando projetos, realizando levantamentos, construções ou acompanhamento de obras. Para os interessados em pesquisa científica, há também muitas oportunidades de trabalho em universidades e centros de pesquisa, para o desenvolvimento de novos materiais
e novas técnicas em Engenharia Civil. Com tantas opções de atuação, associadas
às características cíclicas do mercado de desenvolvimento da infraestrutura nacional
e internacional, o acadêmico pode se decidir pela área mais específica de atuação mesmo após a conclusão do curso.

A formação abrangente do engenheiro civil permite a atuação em várias áreas: em escritórios, projetando, planejando e criando; em campo, supervisionando ou gerenciando uma obra; utilizando e desenvolvendo programas de computador; testando projetos e desenvolvendo
a ciência da Engenharia; auxiliando a comunidade em projetos e financiamento da infraestrutura.