Mercado de Trabalho

O Tecnólogo em Design de Interiores poderá atuar como:

–  Projetista: responsável pela elaboração, especificação, planejamento e acompanhamento na execução do projeto;

–  Desenhista: responsável pela representação gráfica e desenvolvimento do projeto através do desenho, assistindo arquitetos, projetistas de interiores ou designers;

–  Assistente à gerência de obras de interiores: profissional de apoio a arquitetos e engenheiros no acompanhamento de execução nos projetos de interiores;

–  Promotor de vendas de objetos, mobiliário e materiais de acabamento em lojas ou indústrias;

–  Consultor técnico de aplicação de materiais de acabamento e acessórios para ambientes;

–  Consultor em lojas especializadas em interiores, móveis, acessórios, tecidos, revestimentos e iluminação;

–  Serviços como autônomo.

SETORES

Especificamente, o mercado de trabalho para o egresso do Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores é:

–  Construtoras;

–  Galerias de arte;

–  Escritórios de arquitetura;

–  Interiores e paisagismo;

–  Escritórios de engenharia civil, arquitetura e design;

–  Lojas especializadas (móveis, acessórios decorativos e materiais de construção e acabamento);

–  Empresa moveleira;

–  Empreendedor.